Obstáculos à reprodução

693 - São contrários à lei da Natureza as leis e os costumes humanos que têm por fim ou por efeito criar obstáculos à reprodução?

     "Tudo o que embaraça a Natureza em sua marcha é contrário à lei geral."

     - Entretanto, há espécies de seres vivos, animais e plantas, cuja reprodução indefinida seria nociva a outras espécies e das quais o próprio homem acabaria por ser vítima. Pratica ele ato repreensível, impedindo essa reprodução?

     "Deus concedeu ao homem, sobre todos os seres vivos, um poder de que ele deve usar, sem abusar. Pode, pois, regular a reprodução, de acordo com as necessidades. Não deve opor-se-lhe sem necessidade. A ação inteligente do homem é um contrapeso que Deus dispôs para restabelecer o equilíbrio entre as forças da Natureza e é ainda isso o que o distingue dos animais, porque ele atua com conhecimento de causa. Mas, os mesmos animais também concorrem para a existência desse equilíbrio, porquanto o instinto de destruição que lhes foi dado faz com que, provendo à própria conservação, opõem-se ao desenvolvimento excessivo, quiçá perigoso, das espécies animais e vegetais de que se alimentam"

694 - Que se deve pensar dos usos, cujo efeito consiste em obstar a reprodução, para satisfação da sensualidade?

     "Isso prova a predominância do corpo sobre a alma e quanto o homem é material."